Prof. João Cozac comenta sobre as deficiências na liderança do técnico Felipão

Jornal A Gazeta Esportiva

Jogar no Palmeiras não é fácil, sobretudo pela pressão por conquistas de títulos. Portanto, a tendência é que jogadores sem vasta experiência em times grandes encontrem alguns problemas. No jogo de domingo contra o Vasco, ficou claro que nomes como Vitor, Luan, Rivaldo e Tadeu já estão na mira de alguns dos exigentes fãs do Verdão.

O psicólogo João Ricardo Cozac considera normal uma parcela dos jogadores sentir a mudança no ambiente de trabalho. A amplitude de uma agremiação como o Palmeiras costuma virar a cabeça daqueles que não se preparam de forma correta.

Leia a matéria completa clicando aqui

Programa Terceiro Tempo

O técnico Luiz Felipe Scolari tem surpreendido, utilizando palavras fortes para tratar da crise do Palmeiras. Entre outras críticas, o treinador chegou a dizer que a equipe cometia erros “amadores” e de “time de várzea”.

Para o especialista em psicologia esportiva João Ricardo Cozac, a estratégia de Felipão precisa ser revista.

“Há um reflexo imediato em atletas quando o treinador bate de forma pública. O Felipão está precisando rever o seu estilo de liderança. Às vezes, técnicos mais experientes, como também o Wanderley Luxemburgo e o Emerson Leão, acabam pecando pela falta de flexibilidade, necessitam de uma atualização de comando”, disse.

Leia a matéria completa clicando aqui

ESPN – Brasil

Nas últimas entrevistas, o técnico Luiz Felipe Scolari surpreendeu ao usar termos fortes para apresentar a realidade palmeirense. Exposto junto à mídia, o atual elenco foi criticado pelo próprio comandante por erros “amadores” e de “time de várzea”, além de ouvir as cobranças pela falta de personalidade e liderança em campo. Especialista em psicologia esportiva, João Ricardo Cozac observa o perigo da tática usada pelo treinador alviverde para acordar o time.

Acompanhe a matéria completa clicando aqui

Escrito por João Ricardo Cozac
Qua, 15 de Setembro de 2010